Alunos de Alegre são convidados para mostra de vídeos ambientais

Alunos de Alegre são convidados para mostra de vídeos ambientais

Alunos da EEEMF Professor Pedro Simão, vão participar da 9ª Mostra de Vídeos Curtas Ambientais, que nesta edição tem como tema “Queimadas e suas consequências”. O evento é promovido pela Secretaria de Meio Ambiente de Guaçuí e deve contar com a exibição de pelo menos 50 curtas-metragens, que vão disputar prêmios em diversas categorias.

Essa é a primeira edição do evento que contará com a participação de uma escola de outro município e os alunos de Alegre já estreiam como vencedores na categoria “Escola Convidada”.

Eles pretendem fazer jus a indicação aproveitando as iniciativas municipais que trazem resultados positivos e querem contribuir de forma criativa com o fortalecimento de uma cultura voltada para a sustentabilidade e preservação ambiental.

O professor de arte Ramon Valadão Albino é quem está coordenando o grupo de estudantes que aceitou participar do desafio de criar e produzir o curta-metragem.

Segundo ele, a construção do curta foi precedida por oficinas temáticas de noções básicas de elaboração do roteiro, de produção e de captação de imagens, além dos quesitos de áudio, iluminação, edição e finalização audiovisual.

“Percebemos que as queimadas propositais ainda são muito utilizadas como forma de manutenção e ampliação do pasto, na nossa região. Esse método é rudimentar e traz mais consequências negativas do que vantagens, para o proprietário rural, para o meio ambiente, sociedade e economia”, explicou.

O roteiro idealizado pelo grupo vai abordar a importância de iniciativas de reflorestamento.

Eles estiveram no Horto Municipal de Alegre, junto da equipe responsável pela captação das imagens e conversaram com a Secretária Executiva de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Alegre, Graziela Ferreira.

Ela frisou que a ideia desse espaço é tornar a preservação ambiental um valor cultural do município e que o convite recebido pelos alunos reforça a necessidade e a importância da troca de experiências e do alinhamento de interesses entre os municípios vizinhos, para o desenvolvimento sustentável de toda a região.      

“O Horto contribui com a pauta da sustentabilidade oferecendo mudas de exemplares nativos de Mata Atlântica e é um espaço onde as escolas e universidades podem desenvolver projetos ambientais, além de propor ideias para que mantenhamos a vocação da nossa cidade, ligada ao agronegócio, sem nos descuidarmos de uma consciência direcionada para sustentabilidade”, completou.  

9ª edição da Mostra de Vídeos Curtas Ambientais de Guaçuí

O evento desse ano tem como foco o tema: “Queimadas e suas consequências” e será realizado no próximo dia 21, no Teatro Fernando Torres, em Guaçuí.

São mais de 50 trabalhos inscritos, disputando prêmios em diversas categorias.

Os estudantes de Alegre já receberam o Troféu de Escola Convidada.

Mudas gratuitas de espécies nativas da Mata Atlântica

O Horto Florestal de Alegre oferece mudas de diversos exemplares nativos da Mata Atlântica, além de ser um espaço onde escolas, universidades e demais interessados na sustentabilidade e no Meio Ambiente propor ideias e buscar orientação sobre preservação e reflorestamento.

O espaço localizado no bairro Clério Moulin fica aberto ao público.

Skip to content