Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento

ADALBERTO LOUZADA ROCHA - Secretário Municipal

Contato: (28) 3552-2563 / 3552-4504 - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

+ Informações

Endereço:
PREFEITURA MUNICIPAL DE ALEGRE
Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento
Praça Seis de Janeiro, s/n
Prédio Verde
Alegre - Espírito Santo - CEP 29500-000
 
Telefones de Contato:
  • Gabinete da Secretaria: (28) 3552-4234 / 3552-4504
  • Setor de Pessoal e Assistência Pessoal: (28) 3552-4205
  • Setor Hiperdia/Sisvam: (28) 3552-2286
  • Contabilidade: (28) 3552-1848
  • Almoxarifado: (28) 3552-3006
  • Faturamento: (28) 3552-4498
  • Farmácia Básica: (28) 3552-0809
  • Centro de Atendimento Psicossocial / CAPS (Saúde Mental): (28) 3552-1403
  • Setor de Fichário: (28) 3552-2571
  • Casa Rosa (Saúde da Mulher): (28) 3552-3665
  • AMA (Assistência Médica de Agendamento): (28) 3552-1781
  • Coordenadoria Estratégia Familiar: (28) 3552-1814
  • Farmácia Popular: (28) 3552-3455 / 3552-0517
  • Pronto Socorro Municipal: (28) 3552-2153
  • Coordenação do Pronto Socorro: (28) 3552-4496
  • Conselho Municipal de Saúde: (28) 3552-2695
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo I - Guararema: (28) 3552-2088
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo II - Vila do Sul: (28) 3552-1086
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo III - Rua 13 de Maio: (28) 3552-1099
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo IV - Vila Alta: (28) 3552-1874
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo V - Rive: (28) 3552-8521
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo VII - Misael Barcelos/Vila do Sul: (28) 3552-2563
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo X - Pedro Martins: (28) 3552-2916
  • Unidade de Saúde da Família - Módulo XI - Celina: (28) 3552-6246
  • Unidade de Saúde da Família - Módulo XII - Café: (28) 3552-9055 (Telefone Público)
  • Unidade de Saúde da Família - Módulo XIII - Anutiba: (28) 3552-7140 (Telefone Público)
  • Vigilancia Ambiental: (28) 3552-4495
  • Vigilancia Sanitária: (28) 3552-4405
  • Vigilancia Epidemiologica: (28) 3552-1486

Imprimir

Casa de Caridade São José passa por intervenção municipal em Alegre

Escrito por Publicador ligado . Publicado em Saúde e Saneamento

Após a Vigilância Sanitária Estadual decretar o fechamento do setor de esterilização da Casa de Caridade São José em Alegre, o município decidiu abrir um processo de intervenção municipal, junto a instituição na tentativa de solucionar os problemas do Hospital de Alegre. Foram mencionados, em 2014, a adequação de 18 itens, e como quase nada foi feito as exigências foram para 25 e agora aumentaram mais 7 na lista da Vigilância Estadual. As exigências são de parte Técnica: adequações no CME (central de material esterilizado) e contábeis: na parte de controle dos materiais esterilizados. Desde a semana passada, Prefeitura, Câmara, Conselho Municipal de Saúde e corpo clínico do Hospital tentam amenizar o impacto da decisão da Vigilância Sanitária. A medida de intervenção deve durar 180 dias.

Embora pareça uma media drástica, a Santa Casa de Alegre acarretava uma lista de problemas financeiros e administrativos que estão longe de acabar. A decisão da medida de intervenção foi analisada pela então diretoria do Hospital, o corpo clínico, o Conselho Municipal de Saúde, a Prefeitura de Alegre, através da Secretaria de Saúde e Saneamento e Procuradoria Geral, juntamente com o Poder Judiciário, Ministério Público e Câmara de Vereadores. “Não é uma medida fácil de se tomar, mas não havia outra solução neste primeiro momento. Nós estamos avaliando as possíveis soluções para que a população não seja a maior prejudicada”, afirma o secretário municipal de Saúde, Dr. Adalberto Louzada.

Para assumir a responsabilidade de cuidar dos trâmites durante os 180 dias da medida de intervenção, os envolvidos neste processo nomearam o advogado, Nirrô Emerick, que assumiu o posto nesta semana. “Nós deixamos rivalidades políticas para trás e acreditamos que ele é mais indicado neste momento para nos ajudar a solucionar este problema. É preciso coragem para enfrentar este desafio e o Nirrô se mostrou completamente capacitado para gerenciar o Hospital neste período”, afirmou o prefeito municipal, José Guilherme, durante entrevista na rádio da cidade.

União

Nesta mesma entrevista, o interventor do Hospital, falou sobre a importância do envolvimento da comunidade neste processo. “Estamos convocando todas as entidades do município, igrejas, sociedade civil organizada, conselhos municipais, empresários, e todos que puderem nos ajudar com doações, financeiramente e até mesmo com trabalho voluntário. É uma situação crítica e precisamos do envolvimento de todos”, disse Emerick.

Atendimentos Cancelados

Desde a última semana 13 cirurgias eletivas de pacientes atendidos pelo SUS foram canceladas prejudicando o atendimento no Hospital. Além disso, alguns atendimentos poderão ser transferidos para outros municípios. “Não queremos que a população seja mais prejudicada por conta dos problemas, estamos tentando minimizar o impacto desta decisão. Não vamos medir esforços para encontrar as possíveis soluções do Hospital de Alegre. Para enfrentar este desafio, só mesmo gestores de coragem para assumir um problema tão complexo quanto este”, enfatiza, Adalberto.