Casa de Caridade São José passa por intervenção municipal em Alegre

Casa de Caridade São José passa por intervenção municipal em Alegre

Após a Vigilância Sanitária Estadual decretar o fechamento do setor de esterilização da...

Aviso da Câmara Municipal de Alegre/ES

Aviso da Câmara Municipal de Alegre/ES

AVISO O presidente da Câmara Municipal de Alegre, Estado do Espírito Santo em cumprimento...

Educação debate elaboração de currículo educacional próprio em Alegre

Educação debate elaboração de currículo educacional próprio em Alegre

Na última sexta-feira, (15), a Prefeitura de Alegre, através da Secretaria Municipal de...

Quarenta profissionais são capacitados pelo Programa Cozinha Capixaba em Alegre

Durante quatro dias, quarenta profissionais da área de gastronomia de Alegre participaram...

Governo do Estado contempla Alegre com recursos para construção de creche

Governo do Estado contempla Alegre com recursos para construção de creche

Para ampliar e melhorar a oferta da educação infantil, o Governo do Estado – por meio da...

SEMASDH faz palestra especial sobre Conscientização sobre a Violência Contra a Pessoa Idosa

SEMASDH faz palestra especial sobre Conscientização sobre a Violência Contra a Pessoa Idosa

Em 15 de julho de 2006, a Rede Internacional de Prevenção de Maus-tratos conta o Idoso...

Prefeito de Alegre abre sigilo bancário e telefônico junto com secretariado

Prefeito de Alegre abre sigilo bancário e telefônico junto com secretariado

Na última semana, o prefeito de Alegre, José Guilherme, acompanhado de seu secretariado,...

  • Casa de Caridade São José passa por intervenção municipal em Alegre
  • Festa de São João do Norte é nesse final de semana
  • Aviso da Câmara Municipal de Alegre/ES
  • Educação debate elaboração de currículo educacional próprio em Alegre
  • Governo do Estado contempla Alegre com recursos para construção de creche
  • SEMASDH faz palestra especial sobre Conscientização sobre a Violência Contra a Pessoa Idosa
  • Prefeito de Alegre abre sigilo bancário e telefônico junto com secretariado

Prazo para vacinação contra gripe termina na sexta (26)

Escrito por Publicador ligado .

Faltando uma semana para o encerramento da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe, 582.912 pessoas do Espírito Santo procuraram os postos de vacinação, até a manhã desta sexta-feira (19), e foram imunizadas.  O número representa 60,18% do público-alvo, que é de 968.615 pessoas.

A meta, neste ano, é vacinar 90% desse público até a próxima sexta-feira, dia 26 de maio, quando termina a campanha.

De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), a adesão do público-alvo está em 47,06% entre as crianças; 50,46% trabalhadores de saúde; 46,76% gestantes; 62,97% puérperas; 62,16% indígenas; 71,46% idosos; e 52,80% entre os professores.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Danielle Grillo, destacou que a procura ainda está baixa, e considera de fundamental importância que as pessoas se vacinem neste momento para estarem protegidas no inverno, quando o vírus da Influenza começa a circular com maior intensidade. A vacina demora cerca de 15 dias para fazer efeito após aplicada.

“Já estamos praticamente no final de maio e é a partir de agora percebemos uma maior circulação do vírus e aumento de casos da doença. É importante que as pessoas sejam vacinadas para não ficarem doentes e terem o risco de complicações. Vale lembrar que a vacina também ajuda na prevenção da pneumonia, que é uma complicação da doença. Estamos considerando a procura pequena, principalmente entre o público infantil, que é muito vulnerável. As crianças têm grandes chances de complicação de um quadro de gripe, podendo ser internada e vir a óbito. Faço um apelo aos pais que procurem as unidades de saúde e vacinem seus filhos”, disse.

Em relação às gestantes, Danielle também considerou a procura pequena, e ressaltou que a mulher grávida pode ser vacinada em qualquer período gestacional.

A vacina contra a gripe está disponível nos postos de vacinação desde o dia 17 de abril para crianças de seis meses a menores de 5 anos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores de saúde; povos indígenas; gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto); população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, além dos professores que são a novidade deste ano.

Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis, devem apresentar prescrição médica no ato da vacinação. Pacientes cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS deverão se dirigir aos postos em que estão registrados para receber a vacina, sem a necessidade de prescrição médica.

A escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Dados

- Até às 10 horas desta sexta-feira (19), 582.912 haviam sido vacinadas no Espírito Santo.

- O número representa 60,18% do público-alvo, que é de 968.615 pessoas.

- A adesão do público-alvo está em 47,06% entre as crianças; 50,46% trabalhadores de saúde; 46,76% gestantes; 62,97% puérperas; 62,16% indígenas; 71,46% idosos; e 52,80% entre os professores.

- O Estado já recebeu do Ministério da Saúde 100% do quantitativo total de vacinas contra a gripe previstos, um total de 1.065.500 doses.

Público-alvo

- Neste ano, as populações alvo são crianças de 06 meses até menores 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias); trabalhadores de saúde; pessoas com doenças crônicas, como diabetes tipos I e II em uso de medicamento e hipertensão sistêmica com presença de outras doenças; indígenas; pessoas com 60 anos de idade ou mais; professores; população privada de liberdade; adolescentes e jovens sob medida socioeducativa; funcionários do sistema prisional; gestantes; e puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto).

- Os professores passaram a integrar o grupo prioritário de vacinação contra influenza este ano. Estão sendo vacinados aqueles que atuam em sala de aula nas escolas públicas e particulares dos ensinos infantil (incluindo os berçaristas), fundamental, médio e superior. Não estão incluídos no grupo os aposentados ou licenciados, nem outros profissionais da comunidade escolar.

Foto: Divulgação/Internet

 

SEMASDH vai criar cartilha em Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra crianças e adolescentes

Escrito por Publicador ligado .

Em alusão ao dia 18 de maio, a Prefeitura de Alegre, através da Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos e dos profissionais do Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, em parceria com o Conselho Tutelar e a Rede Educacional do município - promoverá um trabalho de mobilização e sensibilização da sociedade referente ao Combate do Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. O crime, apesar de sua natureza hedionda, ficou impune. A proposta do “18 DE MAIO” é destacar a data para mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida, livres do abuso e da exploração.

Nesse sentido, durante o mês de maio a equipe do Creas juntamente com o Conselho Tutelar iniciou uma articulação junto aos profissionais da educação para promover uma parceria com intuito de coletar dúvidas e questionamentos dos alunos acerca da situação de abuso e exploração sexual no município. O objetivo, portanto, é provocar o aluno acerca do assunto e a partir disso trazer respostas mais condizentes com a realidade dos mesmos. Para isso, serão disponibilizadas caixas, na rede educacional, na qual poderão ser depositadas, de forma anônima, qualquer dúvida acerca do assunto. Após a coleta das caixas será realizado um estudo acerca dos dados coletados e, em seguida, será confeccionada e distribuída uma cartilha que tem como objetivo responder de forma a desmitificar os mitos sobre a temática no ambiente educacional.

Para a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, Errozenilda Inácia, “ o projeto vai dar a oportunidade de esclarecer a população sobre o tema. É muito importante tratarmos do assunto de forma clara e ampla”.

É importante mencionar que num primeiro momento o trabalho será realizado com os alunos das escolas da cidade e posteriormente o projeto será extensivo a toda rede de ensino do município e demais setores da sociedade.

O Estatuto da Criança e do Adolescente (8.069/90) estabelece em seu artigo 13 que os casos de suspeito ou confirmação de violência contra criança e adolescente deverão ser comunicadas ao Conselho Tutelar municipal. A rede de proteção à criança, possui ainda o disque direitos humanos, disque 100; o aplicativo da Unicef “proteja Brasil” e o Creas que poderá esclarecer dúvidas e orientar acerca dos direitos que foram violados.  

Casa de Caridade São José ...

Saúde e Saneamento

Festa de São João do Norte é ...

Turismo, Cultura e Esporte

Educação debate elaboração de ...

Secretaria de Educação

Quarenta profissionais são ...

Desenvolvimento Rural

Governo do Estado contempla ...

Secretaria de Educação

SEMASDH faz palestra especial ...

Secretaria de Assistência Social

Consola de depuração Joomla