Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento

ADALBERTO LOUZADA ROCHA - Secretário Municipal

Contato: (28) 3552-2563 / 3552-4504 - Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

+ Informações

Endereço:
PREFEITURA MUNICIPAL DE ALEGRE
Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento
Praça Seis de Janeiro, s/n
Prédio Verde
Alegre - Espírito Santo - CEP 29500-000
 
Telefones de Contato:
  • Gabinete da Secretaria: (28) 3552-4234 / 3552-4504
  • Setor de Pessoal e Assistência Pessoal: (28) 3552-4205
  • Setor Hiperdia/Sisvam: (28) 3552-2286
  • Contabilidade: (28) 3552-1848
  • Almoxarifado: (28) 3552-3006
  • Faturamento: (28) 3552-4498
  • Farmácia Básica: (28) 3552-0809
  • Centro de Atendimento Psicossocial / CAPS (Saúde Mental): (28) 3552-1403
  • Setor de Fichário: (28) 3552-2571
  • Casa Rosa (Saúde da Mulher): (28) 3552-3665
  • AMA (Assistência Médica de Agendamento): (28) 3552-1781
  • Coordenadoria Estratégia Familiar: (28) 3552-1814
  • Farmácia Popular: (28) 3552-3455 / 3552-0517
  • Pronto Socorro Municipal: (28) 3552-2153
  • Coordenação do Pronto Socorro: (28) 3552-4496
  • Conselho Municipal de Saúde: (28) 3552-2695
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo I - Guararema: (28) 3552-2088
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo II - Vila do Sul: (28) 3552-1086
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo III - Rua 13 de Maio: (28) 3552-1099
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo IV - Vila Alta: (28) 3552-1874
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo V - Rive: (28) 3552-8521
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo VII - Misael Barcelos/Vila do Sul: (28) 3552-2563
  • Unidade de Saúde da Família - Modulo X - Pedro Martins: (28) 3552-2916
  • Unidade de Saúde da Família - Módulo XI - Celina: (28) 3552-6246
  • Unidade de Saúde da Família - Módulo XII - Café: (28) 3552-9055 (Telefone Público)
  • Unidade de Saúde da Família - Módulo XIII - Anutiba: (28) 3552-7140 (Telefone Público)
  • Vigilancia Ambiental: (28) 3552-4495
  • Vigilancia Sanitária: (28) 3552-4405
  • Vigilancia Epidemiologica: (28) 3552-1486

Imprimir

Campanha de vacinação contra gripe começa na segunda-feira (23)

Escrito por Publicador ligado . Publicado em Saúde e Saneamento

partir de segunda-feira (23) até o dia 1º de junho será realizada a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza. No Espírito Santo, 963.932 pessoas estão entre o público-alvo da campanha, que tem como meta imunizar pelo menos 90% (867.538) dessa população, conforme estabelece o Ministério da Saúde. Para atender a essa necessidade, o Estado deve receber 1.060.400 doses da vacina do Governo Federal. As vacinas foram distribuídas para os municípios para que eles vacinem o público-alvo, ação que é realizada nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou conforme a estratégia de cada administração.

A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações, Danielle Grillo, enfatiza que todos que fazem parte dos grupos prioritários da campanha devem receber a vacina para obter proteção contra a gripe e evitar possíveis complicações de saúde. Segundo ela, estudos apontam que a gripe provoca hospitalização e morte principalmente entre os grupos de alto risco que não receberam a vacina, ou seja, em idosos; portadores de doenças crônicas e condições clínicas especiais; crianças menores de 5 anos de idade, ainda que previamente saudáveis; e mulheres gestantes ou na fase do puerpério.

Danielle explica que a gripe é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório e é causada pelos vírus influenza, sendo que o vírus A e B são os que provocam maior impacto na saúde humana. A vacina que será aplicada na campanha deste ano protegerá contra os vírus A (H1N1), A (H3N2) e B. A coordenadora do Programa Estadual de Imunizações salienta que quem recebeu a vacina na campanha do ano passado deve se vacinar este ano para ficar protegido, já que a composição da vacina muda a cada ano devido às constantes mutações dos vírus influenza. Segundo ela, em torno de dez dias após a aplicação da vacina a pessoa fica protegida.

Os sintomas da gripe são agudos, ou seja, surgem de repente. A pessoa começa a se sentir mal, logo vem a dor de garganta, muita dor no corpo, febre alta prolongada e tosse. Muitos sintomas da gripe são semelhantes ao do resfriado, que também dá tosse, coriza, apesar de a pessoa não ficar tão prostrada e às vezes nem ter febre. Em alguns casos, a infecção pelo vírus influenza pode evoluir para um quadro de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), em que o paciente apresenta sintomas gripais associados a uma forte dificuldade de respirar.

Para não haver dúvida nem correr risco, é importante buscar atendimento médico mesmo se os sintomas forem mais brandos. O médico é quem poderá, de forma segura, fazer o diagnóstico e determinar o tratamento.

Há situações em que pessoas relatam terem ficado gripadas depois de terem tomado a vacina influenza, mas a coordenadora do Programa Estadual de Imunizações explica que a vacina é composta de vírus inativado (morto e fragmentado), portanto, não provoca a doença. Pode acontecer, no entanto, de a pessoa ter tido contato com o vírus influenza poucos dias antes de ser vacinada ou antes de o corpo ter produzido a imunidade, por isso a doença se desenvolve no organismo mesmo com a aplicação da vacina.

Dados de SRAG

Em 2018, até o momento, foram registrados seis casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) por Influenza no Espírito Santo, sendo dois casos por Influenza A (H3N2), dois casos por Influenza A (H1N1) e dois casos por Influenza B. Destes, um caso evoluiu para óbito por Influenza B. Em 2017, o Estado registrou 67 casos de SRAG por Influenza, sendo 54 casos por Influenza A (H3N2), um caso por Influenza A (não subtipado) e 12 casos por Influenza B. Destes casos, sete evoluíram para óbito (H3N2).

Quem poderá receber a vacina pelo SUS

- Crianças de 6 meses até menores 5 anos (4 anos, 11 meses e 29 dias);
- Trabalhadores de saúde;
- Gestantes;
- Puérperas (mulheres com até 45 dias após o parto);
- Pessoas com doenças crônicas ou condições clínicas especiais;
- Povos indígenas;
- Pessoas com 60 anos ou mais;
- Professores que atuam em sala de aula em escolas públicas e privadas de ensino infantil, fundamental, médio e superior;
- População privada de liberdade;
- Adolescentes e jovens sob medida socioeducativas;
- Funcionários do sistema prisional.

Informações à imprensa

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde
E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Tels.: (27) 3347-5642/3347-5643

Imprimir

Oficina de Planificação da Atenção à Saúde acontece em Alegre

Escrito por Publicador ligado . Publicado em Saúde e Saneamento

Começou nesta segunda (05) e vai até sexta-feira (09), a primeira semana de Planificação da Atenção Primária à Saúde, na Região Sul de Saúde, que compreende os municípios de Alegre, Alfredo Chaves, Anchieta, Apiacá, Atílio Vivácqua, Bom Jesus do Norte, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibitirama, Iconha, Irupi, Itapemirim, Iúna, Jerônimo Monteiro, Marataízes, Mimoso do Sul, Muniz Freire, Muqui, Piúma, Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, São José do Calçado e Vargem Alta.

Para as oficinas, facilitadores da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), juntamente com os municípios, irão realizar dinâmicas de exercícios em grupos e abrir para discussões sobre os temas trabalhados. Ao todo, 4.260 profissionais de saúde em todo o estado participaram das atividades.

Nessa primeira semana, a oficina terá o tema “Redes de Atenção à Saúde”, e a tutoria virá com o tema “Pactuação com equipes e organização geral das tutorias”. As oficinas fazem parte de um conjunto, e a cada semana avança-se um pouco mais na reorganização dos processos de trabalho da Atenção Primária à Saúde.

A planificação da atenção à saúde é um processo de planejamento que visa integrar a Atenção Primária à Saúde (APS) e a Atenção Ambulatorial Especializada (AAE), propondo um atendimento multiprofissional resolutivo e mais próximo do cidadão a partir da reorganização da Rede de Atenção e da implantação da Unidade da Rede Cuidar em Guaçuí.

Nesta segunda (05), o encontro realizou um alinhamento conceitual com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), entre os facilitadores e tutores. Já nesta terça (06) e quarta (07), acontece a primeira oficina, que será voltada para os profissionais de saúde dos municípios.

Na quinta-feira (08), os tutores regionais e municipais e os profissionais de saúde se reúnem e participam da primeira tutoria, nas unidades laboratório de cada município polo.  E na sexta-feira (09), acontece a reunião do grupo condutor da planificação.

 
Imprimir

Informativo SEMSSA

Escrito por Comunicação ligado . Publicado em Saúde e Saneamento

A Secretaria Municipal de Saúde vem informar a população que durante esta semana alguns setores estarão fechados  para que os funcionários participem da I oficina de capacitação do Processo de Planificação da Saúde no Sul no ES, conduzido pela Secretaria Estadual de Saúde e com parceria de nosso município.

Contamos com a compreensão de todos, no entendimento que servidores capacitados podem agregar qualidade aos serviços prestados à população.

06/03/2018 – Terça-feira  - estarão fechadas as seguintes unidades:

ESF Rive

ESF Anutiba

ESF Pedro Martins

ESF Misael Barcelos

UBS Santa Angélica

ESF Vila Alta

CAPS

VIG. EPIDEMIOLÓGICA

07/03/2018 – Quarta-feira  - estarão fechadas as seguintes unidades:

ESF Vila do Café

ESF Celina

ESF Araraí

ESF Guararema

ESF Vila do Sul

Os demais setores continuarão abertos, contudo com equipe reduzida, para que todos os servidores tenham a oportunidade de participar das oficinas de capacitação.

Consola de depuração Joomla

Sessão

Dados do perfil

Utilização de memória

Pedidos à Base de dados