Imprimir

FEST GOSPEL EVANGÉLICO DE ALEGRE - ES

Escrito por Organização do Fest Gospel ligado . Publicado em A Cidade & História

TIPO DE EVENTO: Três dias e duas tardes de louvor e adoração a Deus, na praça principal da Cidade de Alegre, que é uma cidade universitária (curso de Medicina Veterinária, Zootecnia, Agronomia, Engenharia Florestal, Farmácia, Letras, História, Biologia, Enfermagem e outros), Instituto Federal do Espírito Santo- Campus de Alegre e que recebe muito jovem para louvar e bendizer ao Senhor.

COMO COMEÇOU? Nosso primeiro Festival de Música Evangélica aconteceu após um bom período de oração, Jejum e Unidade do Povo de Deus (1996), quando a Pastora Raquel Coelho Pontes veio pastorear nossa Igreja Metodista (Rua: 21 de Abril). Passamos o sonho do Festival para ela, sua pergunta foi: Estão orando? Sim. Já há muito estamos falando com Deus para que possamos fazer este trabalho. Sua resposta foi continuemos no mesmo propósito. Creio que no momento exato Deus proverá. E assim foi feito, após passarmos o sonho para os irmãos, o mesmo tornou-se realidade conforme quis o Senhor. Aconteceu o 1° Festival de Música Evangélica do Município de Alegre, nos dias 04 e 05 de junho de 1999, com apoio da Pastora Raquel, Pastor Paulo Shuina (Igreja Batista – Praça do Pico) e Pastor Isaias (Igreja Presbiteriana do Brasil – próxima a rodoviária) e irmãos das igrejas co-irmãs. Já haviam marcado retiro espiritual, os irmãos que não foram para o retiro participaram , pois , o evento aconteceu juntamente com o FAMA. O evento foi realizado na Praça da Maçonaria. Antes, durante e após o evento fomos informados pelas autoridades para estudarmos uma outra data para que o trabalho pudesse ter continuidade, pois, a finalidade primordial era e sempre será a Evangelização, daqueles que não tem o Senhor Jesus como seu Salvador (Distribuímos 5.000 panfletos Evangelísticos numa só noite) . Após o evento fomos convidados para uma reunião no Fórum. Estiveram presentes: Promotor, Prefeito e representantes da PMA, do FAMA e do Fest Gospel. O Prefeito Sr.Gilvan Dutra Machado, prometeu e cumpriu perante todos o apoio dentro das possibilidades da PMA para mudança da data de nosso Festival Gospel, pois na mesma data da FAMA não seria possível, como vivenciamos naqueles dias o transtorno no trânsito, segurança para ambos os eventos e outros de pequena ordem. Após ampla discussão civilizada o II Fest Gospel Evangélico de Alegre, antes com o nome de Festival de Musical Evangélica de Alegre passou a ser realizado mais ou menos 30 (trinta) dias antes do FAMA.

Hoje o mesmo está inserido no Calendário Oficial de Eventos do Município conforme Lei 2.651/2005. Aprovado pela Câmara Municipal e sancionado pelo Prefeito Dr. Djalma da Silva Santos em 28/03/2005.

Um sonho individual. Transformou-se em sonho coletivo. Tornou-se realidade. Resposta de adoração. Com trabalho, dedicação, ajuda coletiva e principalmente com a ajuda e orientação de Deus.

Presença Fest Gospel 1999 - Banda Semeadores, Koinonia de Vitória e Bandas Regionais

Presença Fest Gospel 2000 - Banda e Voz , Ely Blunck e Ministério Adoradores, Comunidade Vila da Penha , Val Martins e Bandas Regionais

Presença  Fest Gospel 2001 - Marquinhos Gomes, Bispo Marcelo Crivela , Kleber Lucas,  Toni Lemos e Bandas Regionais.

Presença Fest Gospel 2002 - Fernanda Brum, Comunidade Internacional da Zona Sul, Val Martins, Vocal Asafe e Bandas Regionais.

Presença Fest Gospel 2003 - Prª. Alda Célia, Ministério Koynonia de Louvor contando com a presença do Bispo Bené Gomes, Magno Malta e Banda Tempero do Mundo, Alessandra Rangel, Cristiane Barcelos, Adail Mendes, Marcelo Amaral, Vocal Asafe, Ministério Proclamando Vida, Laís Caetano e outro cantores regionais.

Presença Fest Gospel 2004 - Banda Cristã Filadélfia, Léa Mendonça, Lauriete, Jozyane, Bruna Karla, Liz Lanne, Marina de Oliveira, Alda Célia, Ministério de Louvor Proclamando Vida, Marcelo Amaral, Ester Tebaldi, Ester Fagundes, Elizete Lopes, Joesi Mendel, Banda Liberta Som, Família Paula, Pastor Delzi e Delzimar, Vozes em Canto, César Valadares, Banda Átrios, Ministério de Dança Kerygma e apresentador Diógenes de Souza.

Presença Fest Gospel 2005 - Ministério Apascentar de Nova Iguaçu – RJ, Comunidade de Nilópolis - RJ, Ministério de Louvor Aliança do Tabernáculo, Banda Cristã Filadélfia, Ministério de Louvor Proclamando Vida, Pastor Magno Malta, Vocal Asafe , Bandas regionais e apresentador Diógenes de Souza.

Presença Fest Gospel 2006 - Samuel & Daniel , Ministério de Unção Ágape, Banda Ló, Vocal Asafe, Igreja Batista Nova Jerusalém, Mara Maravilha, Adriano Gospel Funck e Grupos Regionais .

Presença Fest Gospel 2007 - Banda Gion ( Ex. Vocal Asafe ), Eyshila, Ellas, Nívea Soares e Grupos Regionais.

Presença Fest Gospel 2008 - Banda Gion ( Ex. Vocal Asafe ),Nívea Soares, PG, Jozyane.

Presença Fest Gospel 2009 - Banda Gion ( Ex. Vocal Asafe ),Adriano Gospel Funck, Cristina Mel, Ministério Unção Ágape e Grupos Regionais.

Presença Fest Gospel 2010 -  Banda Gion ( Ex. Vocal Asafe ), Oficina G3, Toque no Altar, Christiane Barcelos ( Gravação do DVD ) e Grupos Regionais.

Presença Fest Gospel 2011 - Banda Gion ( Ex. Vocal Asafe ), Ludimila Feber, David Quilan, Anderson Freire e Grupos Regionais.

Presença Fest Gospel 2012 - Banda Gion ( Ex. Vocal Asafe ), Davi Sacer, PG, Anderson Freire e Grupos Regionais.

 

Local do Evento: Praça Seis de Janeiro, na cidade de Alegre, ES

Realização: AAMCEMA – Associação de Arte e Música e Cultura Evangélica do Município de Alegre.

Responsável: AAMCEMA Coordenadora e Organizadora do Fest Gospel e que tem como Presidente Oseias Sanches Matos, telefone 28-3552-2274 ou 28-9956-3691 ou 28-3552-1165, membro da Igreja Metodista de Alegre, situada na Rua: 21 de Abril, 37, nesta Cidade de Alegre - CEP. 29500 000 e como um dos conselheiros o Pastor Elias Dilem, telefone 28-3552-1423, da mesma Igreja.

Finalidade:

Exclusivamente com intuito de evangelizar, não possuindo fins lucrativos algum;

Tornar o reino de Deus conhecido através da música, testemunhos e outros eventos que venham a contribuir para que vidas venham reconhecer a soberania de Deus e o aceite como Senhor e salvador;

Integração do povo de Deus;

Promover bandas e cantores evangélicos.

 

Conta Bancária

Nome: Associação de Arte, Música e Cultura Evangélica do Município de Alegre – AAMCEMA

Banco do Brasil – Agência 0281-X – CC: 13.112-1  - Alegre - ES

Imprimir

Manoel José Esteves de Lima

Escrito por Comunicação ligado . Publicado em A Cidade & História

VISITE O SITE DO IHGA - WWW.IHGA.ALEGRE.ES.GOV.BR

Patrono Cívico do Instituto Histórico e Geográfico de Alegre

Português, nascido em 1778, na aldeia de Cordeiros, em Riba de Mouros, província do Minho. Cresceu ouvindo "estórias" fabulosas sobre a terra de Santa Cruz, onde a verdade e a fantasia se misturavam, ocupando o pensamento do jovem, fazendo-o pensar em se juntar aos parentes que aqui já viviam, desbravando terras virgens à procura de grandes fortunas.
 
Aos vinte e três anos, no verão de 1801, ao regressar de seus afazeres no campo, foi surpreendido com o recebimento de cartas, enviadas pelo vigário da freguesia de São Miguel de Piracicaba, capitania de Minas Gerais, que o convidava em nome do seu primo Luiz Manoel de Caldas Barcellos, para participar, assim como outros co-herdeiros de Portugal, do inventário de uma herança deixada por um parente falecido naquela distante freguesia.

Todas as estórias fantásticas, que tanto povoaram seus sonhos na juventude, estavam, agora, convertendo-se em realidade. Manoel, na pujança dos seus 23 anos, confiante nos seus sonhos juvenis e de posse das procurações dos outros co-herdeiros, deixou sua aldeia natal, a caminho de Lisboa. Nesta cidade, hospedou-se na casa de parentes, os Caldas, ricos armadores, cujos navios a vela faziam tráfico comercial em portos brasileiros.
 
Dos Caldas, o jovem português ganhou passagem gratuita no veleiro Santa Cruz, desembarcando no porto do Rio de Janeiro, após quarenta dias de viagem, sendo recebido por parentes que aqui residiam, e que o orientaram na viagem para Piracicaba.

Sua estada na cidade do Rio de Janeiro foi bastante curta e logo o jovem Manoel José partiu para Piracicaba, onde estava correndo o inventário. Decorrido algum tempo, o demorado processo chegou ao fim e, então, escreveu aos seus parentes sobre o resultado do espólio, manifestando o desejo de voltar a terra o mais rápido possível.
Imprimir

Símbolos oficiais

Escrito por Comunicação ligado . Publicado em A Cidade & História

Bandeira de Alegre

Lei Nº 1420 - 25/09/1981
Prefeito Antonio Lemos Junior

Artº 1º - A Bandeira Municipal de Alegre, de autoria do heraldista Prof. Arcinoé Antonio Peixoto de Faria, da Enciclopédia Heráldica Municipalista terá as seguintes características: ESQUARTELADA EM CRUZ, SENDO OS QUARTÉIS AZUIS, CONSTITUÍDOS POR FAIXAS AMARELAS DE DOIS MÓDULOS DE LARGURA, CARREGADAS DE SOBRE FAIXAS VERMELHAS DE UM MÓDULO, DISPOSTAS NO SENTIDO HORIZONTAL E VERTICAL, E ENTRECRUZADAS A UMA DISTÂNCIA DE SEIS MÓDULOS DA TRALHA, TENDO NESTE PONTO BROCANTE, UM CÍRCULO AMARELO DE OITO MÓDULOS DE CIRCUNFERÊNCIA, ONDE O BRASÃO MUNICIPAL É APLICADO.

§ 1º - De conformidade com a tradição heráldica portuguesa da qual herdamos os cânones e regras, as bandeiras municipais podem ser oitavadas, sextavadas, esquarteladas ou terciadas, tendo por cores as mesmas constantes no campo do escudo e ostentando ao centro ou na tralha uma figura geométrica onde o brasão municipal é aplicado.

§ 2º - A Bandeira Municipal de Alegre obedece a essa regra geral, do "esquartelada em cruz", lembrando nesse símbolo o espírito cristão de um povo. O Brasão, aplicado na bandeira, represente o Governo Municipal e o círculo amarelo onde é contido representa a própria Cidade-Sede do Município, que é o círculo símbolo heráldico da eternidade porque se trata de uma figura geométrica que não tem princípio e nem fim; a cor amarela simboliza a glória, esplendor, grandeza, riqueza, soberania; as faixas amarelas carregadas de sobre-faixas vermelhas representam a irradiação do Poder Municipal que se expande a todos os quadrantes de seu território; a cor vermelha, simboliza dedicação, amor-pátrio, audácia, intrepidez, coragem, valentia; os quartéis azuis, assim constituídos, representam as propriedades rurais existentes no território municipal; a cor azul é símbolo de justiça, nobreza, perseverança, zelo e lealdade.


Brasão Municipal

Artº 2º - O Brasão do Município de Alegre, obedecerá as seguintes características: ESCUDO SAMNÍTICO ENCIMADO PELA COROA MURAL DE OITO TORRES, DE ARGENTE, EM CAMPO DE BLÁU, FIRMADO EM CHEFE, UMA FLOR-DE-LIS AGUÇADA DE ARGENTE. AO TERMO, UM TRIPLO MANTEL DE FALDE, SENDO O CENTRAL MAIS ELEVADO, CARREGADO DE UMA FONTE HERÁLDICA DE GÓLES ESPARGINDO ÁGUA DE BLÁU CORTADO DE UMA FAIXA ONDADA DE BLÁU COMO APOIOS DO ESCUDO, A DESTRA DE UM RAMO DE CAFEEIRO FOLHADO E FRUTADO E A SINISTRA UM RAMO DE ROSEIRA FOLHADO E FLORIDO, AMBOS AO NATURAL.

Parágrafo único - O Brasão, descrito neste artigo em termos próprios de heráldica, tem a seguinte interpretação simbólica:O escudo samnítico usado para representar o Brasão de Armas de Alegre, foi o primeiro estilo de escudo introduzido em Portugal por influência francesa, herado pela heráldica brasileira como evocativo da raça latina colonizadora e principal formadora de nossa sociedade;

  1. A coroa mural que o sobrepõe é o símbolo universal dos Brasões domínio que, sendo de argente (prata), de oito torres, das quais apenas cinco são visíveis em perspectiva no desenho, classifica a cidade representada na Segunda Grandeza, ou seja, Sede da Comarca;
  2. A cor bláu (azul) do campo do escudo é o símbolo heráldico da justiça, nobreza, perseverança, zelo e lealdade;
  3. Firmado em Chefe (parte superior do escudo) a flor-de-lis aguçada e encimando o mantel central ao termo, representa no Brasão Nossa Senhora da Penha, Padroeira do Município;
  4. O metal argente (prata) é símbolo de paz, amizade, trabalho, prosperidade, pureza;
  5. Ao termo (parte inferior do escudo) o triplo mantel de falde (ouro) representa a bela e rica região da Serra do Caparaó, destacando o mais elevado mantel central, representando o Pico da Bandeira, até pouco tempo considerado o ponto culminante do Brasil, com seus 2.884 metros de altura;
  6. O metal falde (ouro) é símbolo de glória, esplendor, grandeza, riqueza e soberania;
  7. É o mantel carregado de uma fonte heráldica de góles (vermelho) espargindo água de bláu (azul) lembrando no Brasão a futura estância hidromineral, na fonte do Bom-Ver situada a 800 metros de altitude que, pela inigualável beleza paisagística e clima dos mais saudáveis, tende a se tornar um ponto de atração turística;
  8. A faixa ondada de bláu (azul) representa no Brasão o Rio Alegre que banha a cidade;
  9. Nos ornamentos exteriores, as hastes de café e rosa, lembram no Brasão o produto da terra que mais se destaca e o cognome "Cidade Jardim";
  10. A buzina de caça estilo boiadeiro, de argente (prata) representa a pecuária, uma das atividades econômicas de maior destaque na vida do Município;
  11. No listel de góles (vermelho) cor simbólica da dedicação, amorpátrio, audácia, intrepidez, coragem, valentia, inscreve-se em letras argentinas (prateadas), o topônimo identificador "Alegre", ladeado pelos milésimos "1820" assinalando a ata de sua fundação e "1891" da instalação do Município.

Hino de Alegre

Lei Nº 1444 - 12/08/1982
Prefeito Antonio Lemos Junior

O Hino Oficial do Município de Alegre tem o seguinte título "Alegre, Cidade Jardim". Letra e música de Sebastião Geraldo de Oliveira e arranjo musical de Paulo dos Santos Abreu, no seguinte teor:

ALEGRE, CIDADE JARDIM

Nascida entre montes
Lindas cascatas, ninada com o canto
Dos pássaros nas matas
Tens a cultura das Faculdades
És poesia. Oh! Minha cidade

Te canto em trovas
e em versos que faço
e em cada dia
me encontro em teus braços
me envolvo em teu verde
da cor da esperança
no teu aconchego me sinto criança

Alegre, cidade, cidade jardim (BIS)
Coração dentro de mim

E lá na praça, a banda a tocar
velhas canções
que lembram o amor
A gente até fica alheio
esquece da vida, esquece da dor

Alegre, cidade, cidade jardim (BIS)
Coração dentro de mim

Baixar Hino em MP3