+ TABELA DOS JOGOS

TABELA DOS JOGOS ESCOLARES 2013

22/04/13 (Segunda-feira)

HORÁRIO

MODALIDADE

JOGOS

7h30min.

FMI

Pedro Simão

X

Aristeu Aguiar

8h10min.

FMI

Araraí

X

CEABB

8h50min.

FFI

Araraí

X

Luciano Duarte

09h30min.

FMI

Celina

X

Assentamento

10h10min.

FFJ

Café

X

Araraí

11h

HFI

Aristeu

X

CEABB

13h30min.

HFI

IESC

X

Luciano Duarte

14h20min.

FMI

CTC

X

Luciano Duarte

15h10min.

FMJ

Pedro Simão

X

Celina

16h

FMJ

Aristeu

X

Luciano Duarte

16h50min.

FFJ

Aristeu

X

Pedro Simão

 

23/04/13 (Terça-feira)

HORÁRIO

MODALIDADE

JOGOS

7h30min.

FMI

IESC

X

Luciano Duarte

8h10min.

FMI

CEABB

X

Celina

8h50min.

FFI

Araraí

X

Celina

09h30min.

FMI

Araraí

X

Assentamento

10h10min.

FFJ

Café

X

Pedro Simão

11h

FMI

Pedro Simão

X

CTC

13h

HFI

IESC

X

CEABB

13h40min.

FFJ

Araraí

X

Luciano Duarte

14h20min.

FJM

Araraí

X

Pedro Simão

15h10min.

FJM

CEABB

X

Celina

16h

FJM

CTC

X

Aristeu

16h50min.

HFJ

Aristeu

X

Luciano Duarte

17h40min.

HMI

Aristeu

X

Pedro Simão

 

24/04/13 (Quarta-feira)

HORÁRIO

MODALIDADE

JOGOS

7h30min.

FMI

IESC

X

Pedro Simão

8h10min.

FFI

Celina

X

Luciano Duarte

9h00min.

FMI

CEABB

X

Assentamento

09h40min.

FFJ

Café

X

Aristeu Aguiar

10h20min.

FMI

Celina

X

Araraí

11h

FMI

Aristeu

X

CTC

13h30min.

HFI

IESC

X

Pedro Simão

14h10min.

FMJ

Araraí

X

Celina

15h

FMJ

CTC

X

Luciano Duarte

15h50min.

FFJ

Pedro Simão

X

Luciano Duarte

16h30min.

HFI

CEABB

X

Luciano Duarte

17h10min.

HMJ

Aristeu

X

Luciano Duarte

 

25/04/13 (Quinta-feira)

HORÁRIO

MODALIDADE

JOGOS

7h30min.

HFI

Luciano Duarte

X

Aristeu

8h20min.

FMI

IESC

X

CTC

9h

FMJ

Araraí

X

CEABB

09h50min.

FFJ

Café

X

Luciano Duarte

10h30min.

FMI

Aristeu

X

Luciano Duarte

11h20min.

HFI

IESC

X

Aristeu

13h30min.

HFI

CEABB

X

Pedro Simão

14h10min.

FFJ

Araraí

X

Aristeu

15h

HFI

Pedro Simão

X

Luciano Duarte

15h40min.

HMI

Aristeu

X

Luciano Duarte

16h20min.

HMJ

Aristeu

X

Luciano Duarte

17h

FMJ

CEABB

X

Pedro Simão

 

26/04/13 (Sexta-feira)

HORÁRIO

MODALIDADE

JOGOS

7h30min.

FMI

IESC

X

Aristeu

8h10min.

FMI

Pedro Simão

X

Luciano Duarte

8h50min.

HFI

Aristeu

X

Pedro Simão

9h30min.

FFJ

Araraí

X

Pedro Simão

10h10min.

FMI

1º Grupo A

X

2º Grupo B

11h

FMI

1º Grupo B

X

2º Grupo A

13h30min.

HFJ

Aristeu

X

Luciano Duarte

14h20min.

FFJ

Aristeu

X

Luciano Duarte

15h10min.

FMJ

1º Grupo A

X

2º Grupo B

16h00min.

FMJ

1º Grupo B

X

2º Grupo A

17h00min.

HFJ/HMI/HMJ

Caso seja necessária uma partida de desempate

 

27/04/13 (Sábado)

HORÁRIO

MODALIDADE

JOGOS

8h

FFJ

FINAL

9h

HFI

FINAL

10h

FMI

FINAL

11h

FMJ

FINAL

 

 

+ REGULAMENTO

REGULAMENTO JOGOS ESCOLARES – JEMA 2013

CAPÍTULO I

DA FINALIDADE

Art.1º – Os Jogos Escolares de Alegre-ES têm por finalidade aumentar a participação em atividades esportivas em todas as escolas da cidade e promover a ampla mobilização da juventude estudantil alegrense em torno do esporte e lazer.

DA JUSTIFICATIVA

Art.2º - Ao educar o jovem pela prática esportiva escolar, estamos cada vez mais difundindo e reforçando a construção da cidadania e os ideais do movimento olímpico, estes direcionados para construção de um mundo melhor e mais pacífico, livre de qualquer tipo de discriminação e dentro do espírito de compreensão mútua, fraternidade, solidariedade e cultura da paz.

Através das atividades esportivas, crianças e jovens constroem seus valores, seus conceitos, socializam-se e, principalmente, vivem as realidades.

DOS OBJETIVOS

Art.3º – Os Jogos Escolares de Alegre-ES têm por objetivos:

a) Fomentar a prática do esporte escolar com fins educativos.

b) Possibilitar a identificação de talentos esportivos nas escolas.

c) Contribuir para o desenvolvimento integral do aluno como ser social, autônomo, democrático e participante, estimulando o pleno exercício da cidadania através do esporte.

d) Garantir o conhecimento do esporte de modo a oferecer mais oportunidade de acesso à prática do esporte escolar aos alunos.

e) Instituir a representação do município com o vencedor nas regionais e possíveis estaduais da competição Olimpíadas Escolares, promovido pelo Estado do Espírito Santo, possibilitando assim uma visibilidade e participação dos nossos jovens em nível estadual, sempre contando com o apoio de nossa Prefeitura.

CAPÍTULO II - DO SISTEMA DE COMPETIÇÃO

Art. 4º - O sistema de disputa da competição será definido de acordo com o número de equipes que estiverem participando de tal competição e modalidade.

a)     Mais de 6 equipes, fica instituído a divisão de 2 chaves e os confrontos acontecerão dentro da chave, com cruzamentos dos dois melhores de cada chave nas semifinais (1ºA x 2ºB e 1ºB x 2ºA) e os vencedores fazem posterior final.

b)    4 ou 5 equipes, fica instituído jogos de todos contra todos, com as duas melhores equipes na fase de grupo fazendo a final

c)     3 equipes, jogos entre si, sendo declarado campeão a equipe que obtiver o maior número de pontos ao final dos jogos.

d)    2 equipes, confronto direto, melhor de 3.

Obs.: outros critérios de desempate ficarão específicos em cada modalidade.

CAPÍTULO III - DOS UNIFORMES

Art. 5 - Cada equipe participante deverá se apresentar nos locais de competição, devidamente uniformizada, conforme especificações dos regulamentos de cada modalidade esportiva.

Art. 6 - Cada escola participante será responsável pela confecção e manutenção dos uniformes das equipes e/ou representantes, e deverá estar devidamente uniformizada.

§ 1º - Nas modalidades Futsal, Handebol e Voleibol a equipe que estiver localizada no lado esquerdo da tabela possui o mando de campo.

§ 2º - Em caso da cor dos uniformes das equipes coincidirem, e vier a dificultar o árbitro para identificação das mesmas, a equipe da direita da tabela deverá trocar o uniforme.

§ 3º - Os membros da Comissão Técnica (técnico, aux. técnico e o chefe da delegação), deverão estar vestidos de calça comprida ou bermuda, camisa, tênis ou sapato, de acordo com a modalidade especifica.

§ 4º - Não serão aceitas improvisações nos uniformes dos alunos, tais como: números fixados com fitas colantes, esparadrapos ou similares, ou ainda presos com alfinete e/ou clipes.

Art. 7 - Nos uniformes é permitida a inserção de logomarca de patrocínio, desde que não tenha qualquer conteúdo político, filosófico ou religioso, nem faça alusão a bebidas alcoólicas, cigarros e produtos que induzam ao vício.

CAPÍTULO IV

SEÇÃO I - DA COMPOSIÇÃO DAS DELEGAÇÕES

Art. 8 - A delegação de cada escola participante será composta por no máximo 02 (dois) professores e número de atletas permitidos em cada modalidade.

a)     Fica a cargo dos professores a ficha de inscrição de cada modalidade (está deverá ser entregue num prazo máximo até o dia 18 de abril), assinada e carimbada pelo diretor da escola.

b)    Fica a cargo da escola, professor e responsável pelo aluno, toda responsabilidade física e mental dos integrantes de sua equipe, além de responsabilizar-se pela comprovação das idades dos alunos participantes dos jogos.

c)     Supervisionar e responsabilizarem-se pela conduta dos integrantes de sua Delegação dentro dos locais de competições e demais ambientes onde comparecerem;

Art. 9 - Poderão participar dos Jogos Escolares os alunos nascidos nos anos de – Categoria Infantil – 1999 2000 e 2001 e na Categoria Juvenil - 1996, 1997 e 1998.

Obs.: Em caso de participação de alunos com idades inferiores a sua categoria, ficará na responsabilidade da escola, professor e responsável de tal aluno a sua participação, que será feito a comprovação por meio de documento autorizando o aluno a participar dos jogos.

CAPÍTULO V

DO ATENDIMENTO MÉDICO

Art. 10 - A Direção Médica dos Jogos Escolares serão de responsabilidade do município pelo atendimento médico emergencial dos participantes durante os jogos.

Art. 11 - Os organizadores não se responsabilizarão pela continuidade do tratamento médico de acidentes de qualquer natureza ocorridos com os participantes antes, durante e após as competições dos Jogos Escolares.

CAPÍTULO VI

DAS SANÇÕES

Art.12 - Todos os participantes dos Jogos Escolares poderão sofrer as seguintes sanções disciplinares:

a) Advertência

c) Suspensão

d) Exclusão dos Jogos Escolares

Art. 13 - As sanções disciplinares serão aplicadas a critério exclusivo da Comissão Disciplinar, nos termos das disposições deste regulamento e codificação desportiva, as quais serão definitivas.

Art. 14 - A expulsão por ato de indisciplina (agressão, ofensas morais) de competidor, técnico, responsável ou dirigente, bem como conflitos entre torcidas, torcidas com organizadores ou com a equipe adversária e equipe de arbitragem, poderá implicar em eliminação do competidor e/ou da equipe.

Art. 15 - Qualquer participante dos Jogos que for expulso de uma prova e/ou partida estará automaticamente suspenso da prova/partida seguinte, independentemente de julgamento pela Comissão Disciplinar;

Art. 16 - Dirigentes professores ou alunos que apresentarem protestos descabidos, injuriosos, ou críticas infundadas à organização do evento serão desclassificados e punidos pela Comissão Disciplinar com suspensão ou eliminação da competição.

Art. 17 - A Escola que, sem prévia autorização da Gerência Técnica, retirar-se da competição antes do término de sua participação, será eliminado da competição em andamento, e todos os seus resultados serão nulos.

Art. 18 – Inscrição de alunos/atletas de forma irregular acarretará na imediata eliminação da equipe e todos os resultados por ela obtidos serão anulados, independente das demais sanções que poderão ser aplicadas pela Comissão Disciplinar;

Art. 19 – A ESCOLA/PROFESSOR será responsável por todos os atos que transgridam a prática sadia da atividade esportiva e qualquer dano causado a terceiros ou aos locais de disputas dos jogos por membros de sua delegação ou torcida, a partir do ato de inscrição das escolas no evento.

§ Único: Em caso de dano material causado nas instalações dos locais de competição, hospedagem e alimentação, bem como aos meios de transporte utilizados, a escola responsável deverá indenizar a organização do evento no valor correspondente ao custo do reparo do referido dano, até 24 horas após o recebimento de comunicação por escrito, sob pena de ser retirada desta e de futuras competições organizadas pela Secretaria de Esportes, Cultura e Lazer de Alegre.

Art. 20 - Caso a equipe ou aluno/atleta estejam impossibilitados de comparecer à prova ou ao jogo programado, o Professor ou Responsável pela Escola deverá justificar o não comparecimento através de um comunicado por escrito, em papel timbrado ou com carimbo da Prefeitura/Escola, sob pena da equipe ou do aluno/atleta ser eliminado dos demais jogos ou provas da mesma modalidade.

REGULAMENTO TÉCNICO DE FUTSAL

Art. 1ª - Da Realização:

a) Só poderão participar da competição os atletas que satisfizerem as exigências dos Jogos Escolares.

b) As normas da competição serão regidas pelas Regras Oficiais em vigor, ressalvadas as implicações peculiares das olimpíadas, inseridas neste Regulamento.

Art. 2º - Da Inscrição:

A Escola poderá inscrever de 08 (oito) até 18 (dezoito) alunos-atletas desde o inicio de cada fase, ficando a equipe composta com o mínimo de 08 (oito) e no máximo com 12 (doze) alunos-atletas em cada fase, 01(um) técnico e um assistente técnico. (obs: Categoria Juvenil mínimo de 6 jogadores)

§ 1º - Somente os jogadores relacionados na súmula poderão participar do jogo, para tanto, seu nome e número deverão ser incluídos na mesma.

Art. 4º - Do Sistema e Duração dos Jogos:

a)     Na categoria Infantil (Masculino e Feminino) e Juvenil Feminino os jogos terão 02 (dois) tempos de 15 (quinze) minutos com cronômetro parado quando a bola estiver fora de jogo e intervalo de 05 (cinco) minutos entre ambos.

b)    Na categoria Masculina Juvenil os jogos terão 02 (dois) tempos de 20 (vinte) minutos com cronômetro parado nos 5 minutos finais quando a bola estiver fora de jogo e intervalo de 05 (cinco) minutos.

c)     Na categoria Infantil (masculino e feminino) o tempo será dividido em 04 (quatro) quartos de 7 (sete) minutos e 30 (trinta) segundos cada. Com intervalo de 1 (um) minuto entre o 1º e o 2º quarto e entre o 3º e o 4º quarto.

d) No 1º quarto da partida, não haverá substituição, salvo em caso de contusão comprovada pela equipe médica da competição. O aluno-atleta contundido não poderá retornar a partida.

e) O técnico definirá quando os alunos atletas que não jogarão o 1º quarto e estão em condições de jogo, jogarão um dos 03 (três) restantes (2º, 3º ou 4º quarto) em tempo integral e não poderão ser substituídos até o final do quarto jogado, salvo em caso de contusão atestada pela equipe médica instalada na competição. O aluno atleta não poderá retornar ao jogo. A partir do 2º quarto de jogo os alunos atletas que já tenham participado de um quarto completo em quadra, terão suas substituições liberadas, seguindo a regra oficial adotada pela CBFS.

f) As substituições obrigatórias estabelecidas na letra “c” levarão em consideração a proporcionalidade dos alunos atletas em condição de participação para o início do jogo para ambas as equipes.

g) Caso antes do jogo o aluno-atleta se lesione ou fique sem condição de jogo, deverá apresentar atestado médico à equipe de coordenadores dos Jogos Escolares para ciência e registro em súmula.

h) As regras estabelecidas nas letras “c”, “d”, “e”, “f”, serão obrigatórias somente na fase classificatória. Nas fases seguintes serão utilizadas as regras oficiais adotadas pela CBFS.

§ 1º - Todos os jogos deverão ter um vencedor, portanto não poderão terminar empatados. No caso de empate no tempo regulamentar serão adotados os seguintes procedimentos

a) Para o desempate serão realizadas cobranças de 05 (cinco) tiros livres diretos a gol, executados da marca penal, alternadamente, a serem cobrados por todos os alunos-atletas relacionados em súmula, exceto os expulsos.

b) Ainda persistindo o empate, serão cobrados tantos tiros livres diretos a gol quanto necessários, executado da marca penal, alternadamente, por diferentes atletas em condição de jogo, até que haja um vencedor.

Art. 5º - Do Uniforme:

a) Toda Escola deverá comparecer ao local de jogo com camisas iguais e numeradas frente e costas com números de até dois dígitos, shorts ou calções iguais e meiões da mesma cor.

b) Em caso da cor dos uniformes das equipes coincidirem, e vier a dificultar o árbitro para identificação das mesmas, a equipe sem o mando de campo deverá trocar o uniforme.

d) A numeração dos alunos-atletas deverá ser a mesma para todos os jogos

e) A utilização de caneleiras fica a critério e responsabilidade do professor da equipe, já que é material de proteção para os alunos/atletas.

Art. 6º - Das Penalidades:

a) O participante em que determinado momento da competição, simultaneamente, acumular 03(três) cartões amarelos ou 01(um) cartão vermelho, cumprirá automaticamente a suspensão por um jogo e ficará a cargo de julgamento posterior da Comissão Disciplinar.

b) O cumprimento da suspensão automática é de responsabilidade exclusiva de cada Escola, independente de comunicação oficial, e a indevida participação do atleta suspenso implicarão na perda dos pontos deste jogo.

Art. 7º - Dos Campeões e Demais Colocações:

a) Quando os jogos forem disputados em forma de rodízio simples, será considerada campeã a equipe que obtiver o maior número de pontos assim distribuídos:

1- Vitória - 2 pontos

2- Derrota - 1 ponto

b) Na Fase Classificatória, quando no mesmo grupo 02 (duas) ou mais equipes terminarem empatadas, o desempate far-se-á da seguinte maneira e em ordem sucessiva de eliminação:

·         Confronto direto (utilizado somente no caso de empate entre 02 (duas) equipes);

·         Maior coeficiente de gols average apurado em todos os jogos do grupo na fase;

·         Maior número de gols pró-apurado em todos os jogos do grupo na fase;

·         Menor número de gols contra apurado em todos os jogos do grupo na fase;

·         Sorteio.

Observações:

·         Na hipótese da aplicação do critério de gols average, dividir-se-á o número de gols pró pelos gols contra, considerando-se classificada a equipe que obtiver maior coeficiente;

·         Quando para cálculo de gols average, uma equipe não sofrer gol, é ela a classificada, pois é impossível a divisão por zero, assegurando à equipe sem gols sofridos a classificação pelo sistema de gols average;

·         Quando para cálculo de gols average, mais de uma equipe não sofrer gol, será classificada, a equipe que tiver o ataque mais positivo em todos os jogos da fase, pois tecnicamente seu resultado será maior.

Art. 8º - Os casos omissos do presente Regulamento serão resolvidos pela Gerência Técnica.

REGULAMENTO TÉCNICO DE HANDEBOL

Art. 1ª - Da Realização:

a) Só poderão participar da competição os atletas que satisfizerem as exigências dos Jogos Escolares.

b) As normas da competição serão regidas pelas Regras Oficiais em vigor, ressalvadas as implicações peculiares dos jogos inseridas neste Regulamento.

Art. 2º - Da Inscrição

A Escola poderá inscrever de 10 (dez) até 14 (quatorze) alunos-atletas desde o inicio de cada fase, ficando a equipe composta com o mínimo de 10 (dez) e no máximo com 14 (quatorze) alunos-atletas em cada fase, 01 (um) técnico e um assistente técnico.

Art. 3º - Da Forma de Disputa:

A forma de disputa dos jogos será estabelecida em Congresso Técnico de acordo com o número de equipes inscritas.

Art. 4º - Do Sistema e Duração dos Jogos:

4.1. Os jogos na categoria Infantil e Juvenil terão a duração de 30 (trinta) minutos, divididos em 02 (dois) tempos de 15 (vinte) minutos com 5 (dez) minutos de intervalo.

4.2. Na categoria Infantil o primeiro tempo será dividido em 2 quartos de 7 (sete) minutos e 30 (trinta) segundos, no 1º quarto da partida, não haverá substituição, salvo em caso de contusão comprovada pela equipe médica da competição. O aluno-atleta contundido não poderá retornar a partida. Ao final do 1º quarto ocorrerão as substituições dos atletas de quadra, de acordo com a proporcionalidade de ambas as equipes em disputas, e não poderá haver substituição dos jogos que entraram no 2º quarto de jogo, salvo em caso de contusão comprovada pela equipe médica da competição, ficando este impossibilitado de participar do restante da partida. A partir do segundo tempo serão jogados de acordo com as regras oficiais adotadas pela CBHb.

4.3. Caso antes do jogo o aluno-atleta se lesione ou fique sem condições de jogo, deverá apresentar atestado médico à Coordenação de quadra para ciência e registro em súmula.

Art. 5º - Do Uniforme:

a) Toda Escola deverá comparecer ao local de jogo com camisas iguais e numeradas frente e costas com até dois dígitos, shorts ou calções iguais e meias da mesma cor.

b) Em caso da cor dos uniformes das equipes coincidirem, e vier a dificultar o árbitro para identificação das mesmas, a equipe sem o mando de campo deverá trocar o uniforme;

c) A numeração dos alunos-atletas deverá ser a mesma para todos os jogos.

Art. 6º - Das Penalidades:

a) O atleta desqualificado de uma partida, que não seja pela terceira exclusão, estará automaticamente suspenso da partida subsequente.

b) O técnico ou auxiliar técnico que for desqualificado de uma partida estará suspenso automaticamente da partida subsequente e aguardará decisão da Comissão Disciplinar.

Art. 7º - Os jogos não poderão terminar empatados. Caso no tempo normal isto ocorra, serão adotados os seguintes procedimentos:

a) 03 (três) cobranças de 07 (sete) metros para cada equipe com alunos-atletas diferentes e cobranças alternadas. Cada equipe nomeia 03 (três) alunos-atletas. Não é necessário que as equipes pré-determinem a sequência de seus alunos-atletas. Os goleiros podem ser livremente escolhidos e substituídos entre os alunos-atletas eleitos para participar. Alunos-atletas podem participar no tiro de 7 (sete) metros como ambos, arremessadores e goleiros;

c) Persistindo o empate, cada equipe deve nomear novos 03 (três) alunos-atletas para uma segunda rodada de 03 (três) cobranças de 07 (sete) metros. Não poderão ser indicados os mesmo alunos-atletas da primeira rodada. Nessa segunda rodada, o vencedor será decido logo que houver um gol de diferença, após cada equipe ter realizado o mesmo numero de arremessos.

d) Persistindo o empate serão adotadas cobranças alternadas até que se haja um vencedor.

e) Os alunos-atletas desqualificados ou expulsos no final do tempo normal e de prorrogação de jogo, não poderão participar das cobranças de tiros de 07 (sete) metros.

Art. 8º - O sistema de pontuação das equipes será:

1. Vitória: 2 pontos;

2. Derrota: 0 ponto.

Para sistema de desempate:

a) Entre 02 (duas) equipes

1. Confronto direto;

2. Maior número de vitórias;

3. Maior coeficiente de gols average em todos os jogos disputados pela equipe na fase;

4. Menor número de gols contra em todos os jogos disputados pelas equipes na fase.

5. Maior número de gols pró em todos os jogos disputados pela equipe na fase;

6. Maior saldo de gols em todos os jogos disputados pelas equipes na fase;

7. Sorteio.

b) Entre 03 (três) equipes:

1. Maior número de vitórias;

2. Maior coeficiente de gols average nos jogos disputados entre as equipes empatadas na fase;

3. Menor número de gols contra nos jogos disputados entre as equipes empatadas na fase;

4. Maior número de gols pró nos jogos disputados entre as equipes empatadas na fase;

5. Maior coeficiente de gols average apurado em todos os jogos disputados pelas equipes da fase;

6. Menor número de gols contra em todos os jogos disputados pelas equipes na fase;

7. Maior número de gols pró em todos os jogos disputados pelas equipes na fase;

8. Sorteio.

Observações:

·         Na hipótese da aplicação do critério de gols average, dividir-se-á o número de gols pró pelos gols contra, considerando-se classificada a equipe que obtiver maior coeficiente;

·         Quando, para cálculo de gols average, uma equipe não sofrer gol, é ela a classificada, pois é impossível a divisão por zero, assegurando à equipe sem gols sofridos a classificação pelo sistema de gols average;

·         Quando, para cálculo de gols average, mais de uma equipe não sofrer gol, será classificada, a equipe que tiver o ataque mais positivo em todos os jogos da fase, pois tecnicamente seu coeficiente será maior.

Art. 9º - Os casos omissos do presente Regulamento serão resolvidos pela Gerência Técnica.

+ AS EQUIPES

EQUIPES DOS JOGOS ESCOLARES 2013

FUTSAL FEMININO INFANTIL: Chave única, vencedor será quem fizer o maior número de pontos (Araraí / Celina / Luciano Duarte)

FUTSAL FEMININO JUVENIL – Chave única, jogam entre si, os dois primeiros fazem a final.  (Luciano Duarte / Aristeu / Araraí / Café / Pedro Simão)

FUTSAL MASCULINO INFANTIL: Jogam dentro da chave, os dois melhores de cada chave se cruzam pelas semifinais e os 2 vencedores fazem a final.

Chave A – Celina / Ceabb / Assentamento / Araraí

Chave B - Iesc / Aristeu / LUCIANO DUARTE / Pedro Simão / CTC

FUTSAL MASCULINO JUVENIL: Jogam dentro da chave, os dois melhores de cada chave se cruzam pelas semifinais e os 2 vencedores fazem a final.

Chave A – HANDEBOL MASCULINO INFANTIL: Disputa melhor de 3 jogos, quem obtiver 2 vitórias será declarado vencedor da competição.  (Aristeu / Luciano Duarte)

HANDEBOL MASCULINO JUVENIL: Disputa melhor de 3 jogos, quem obtiver 2 vitórias será declarado vencedor da competição.  (Aristeu / Luciano Duarte)

HANDEBOL FEMININO INFANTIL: Chave única, jogam entre si, os dois primeiros fazem a final. (CEABB / Aristeu / IESC / Luciano Duarte / Pedro Simão)

HANDEBOL FEMININO Pedro Simão / Araraí / CEABB / Celina

Chave B – CTC / Aristeu / Luciano Duarte

JUVENIL: Disputa melhor de 3 jogos, quem obtiver 2 vitórias será declarado vencedor da competição. (Aristeu / Luciano Duarte)

 

As seguintes equipes estão automaticamente classificadas para a fase regional, visto que não tem adversários na fase escolar:

Basquete Masculino Infantil – IESC

Voleibol Feminino Juvenil – Sirena Rezende

Voleibol Masculino Juvenil – Sirena Rezende

Consola de depuração Joomla

Sessão

Dados do perfil

Utilização de memória

Pedidos à Base de dados